sábado, janeiro 15

SOLIDARIEDADE AS VITIMAS DO RJ

Amigas, recebi este email por meio de um grupo de estudos em PSP e vou postá-lo aqui para que possamos auxiliar estas pessoas em donativos materiais e em orações....


Queridos amigos e amigas.



Estamos bem.


Nunca pensei que passaria por uma experiência como esta.


Na noite de terça-feira tivemos um temporal com muitos trovões e descarga de raios de dois em dois minutos.


Choveu em duas horas 290 ml.


Da minha casa no sítio ouvia o barulho terrível da ventania e da chuva, ouvimos gritos dos vizinhos e conseguimos resgartar uma família próxima, quando clareou o dia perecebemos que o rio havia subido até a varanda de minha casa e toda a vegetação em volta foi destrúida.


Mudou toda a topografia, a tromba d'água arrastou a suite onde morava meu filho (estava comigo em casa) que ficava fora da casa, o salão de cursos, galinheiro, horta, tudo. Sobrou somente a casa onde estavamos.


Saimos e conseguimos resgatar com cordas uma outra família que estava ilhada pelas águas do rio.


A estrada de acesso foi destruída.


Na realidade o rio retomou seu curso natural levando tudo o que estava no caminho. Estimo que só na minha rua tenham morrido mais de 30 pessoas. Até agora são dez mortes confirmadas e muitos desaparecidos. Todas as casas do lado esquerdo margeando o rio foram destruídas.


Tivemos que subir a montanha passando pelas barreiras e acessar um sítio que estava fechado. Invadimos e acomodamos as crianças, fizemos um grande SOS com lençóis brancos na clareira ao lado, era o único lugar onde poderia pousar um helicoptero, levamos comida, velas, ée documentos deixando tudo para trás.


Muitos animais mortos, conseguimos localizar mais uma família ilhada pelas águas e barreiras e já pedimos aos bombeiros para retirá-los pois não conseguimos chegar.


Durante todo o tempo ficamos gritando e sinalizando para sermos vistos até que fomos resgatados ontem no fim da tarde, por um helicóptero da polícia militar.


Do alto pude ver o estrago, meu bairro acabou não há acesso pela estrada, as barreiras e os entulhos , além dos carros arrastados obstroem o acesso.


A visão da cidade é aterradora.


O Hospital Raul Sertã está funcionando como hospital de guerra pacientes sendo atendidos na recepção e corredores, graças a Deus os médicos são incansáveis, inclusive os aposentados e médicos voluntários que estão na cidade.


O Hospital São Lucas perdeu parte de seu prédio, tendo que transferir pacientes para o Rasul Sertã.


Na cidade andamos com lama até o joelho, as retroescavadeiras estão trabalhando direto, helicopteros e ambulâncias também.


Eu e minha família estamos com a roupa do corpo e sem saber quando poderemos voltar em casa, nem se a casa é segura.


Mas, graças ao Pai Celestial e Mãe Divina estamos bem contando com o apoio de amigos que estão nos abrigando.


Não posso retirar meu carro que seria muita ajuda neste momento e não posso voltar ao meu bairro enquanto os bombeiros e a defesa civil não abrirem passagem.


Estou ajudando minha irmã no hospital, hospedada perto da base da Polícia Militar onde podemos ter acesso as notícias.


Amanhã junto com o batalhão florestal tentaremos resgatar os cachorros, hoje preciso encontrar um lugar para acomodá-los.


Estamos precisando de doações de água potável, alimentos já prontos tipo sucos, leite, biscoitos, colchonetes, roupas de cama ... etc.


Os telefones fixos estão voltando aos poucos e os celulares também.


As perdas materiais não me incomodam, mas a sensação de impotência e a perda dos amigos fazem doer meu coração.


Agradeço o carinho de todos, saber que voces estão aí e que rezam por nós é muito bom.


O amor de vocês é o meu alento.


Aviso aos meus alunos e pacientes que não sei quando poderei retornar as minhas atividades.


Por enquanto meu lugar é aqui e que Deus nos ajude nos poupando de mais chuva para que possamos trabalhar.


Infelizmente o que a televisão noticia não é 20% do que realmente aconteceu, estimamos mais de 800 mortos.


Mandarei mais notícias depois.


Mais uma vez obrigado.






Luz, Paz e Alegria sempre.










Elizabeth de Fátima Souza - 22 9869-6665, 21 9879-8976


http://www.stum.com.br/projetoluz


http://www.projetoluz.com






http://projetoluzterapias.blogspot.com










**************************************************************************










Quinta-feira, 13 de Janeiro de 2011 -
Veja como ajudar as vítimas das chuvas na Região Serrana do RJ
Locais que estão recebendo doações:

Cruz Vermelha - Praça da Cruz Vermelha, 10 – Centro do Rio.
Estão sendo arrecadados: água mineral, alimentos de pronto consumo (massas e sopas desidratadas, biscoitos, cereais), leite em pó, colchões, roupa de cama e banho e cobertores.


Prefeitura de Petrópolis – Igreja Wesleyana; Igreja de Santa Luzia; Sede da Secretaria de Trabalho, Ação Social e Cidadania.
Os três postos arrecadam doações de água, colchões e materiais de limpeza e higiene pessoal.

Prefeitura de Teresópolis – Ginásio Pedrão – Rua Tenente Luiz Meirelles, 211 – Várzea.
Estão sendo arrecadados: alimentos, roupas, cobertores, colchonetes e itens de higiene pessoal.
Uma conta corrente também recebe doações para ajudar as famílias atingidas pelo temporal. Nome da conta: "SOS Teresópolis - donativos".
Agência: 0741 (Banco do Brasil) – Conta: 110000-9.



Rodovia BR-040 - Concer - Praças de pedágio da BR-040 situadas em Duque de Caxias (km 104), Areal (km 45) e Simão Pereira (km 816), além da sede da empresa (km 110/JF, em Caxias).
A Concer pede que seja doado, preferencialmente, água mineral, produtos de higiene pessoal e de limpeza, roupas de cama, mesa e banho, além de colchonetes. Nas praças de pedágio, as doações podem ser entregues nos postos do serviço de informação ao usuário da rodovia, que funcionam de segunda a segunda, 24 horas por dia.

Hemorio – Rua Frei Caneca, 8 – Centro do Rio – Das 7h às 18h.

O Hemorio pede que as pessoas doem sangue para as vítimas das chuvas. Os estoques estão quase zerados. Friburgo e Teresópolis solicitaram 300 bolsas, mas o Hemorio não tem como atender.
Pode doar sangue quem tiver entre 18 e 65 anos, mais de 50 quilos e estiver bem de saúde. Basta levar um documento oficial de identidade com foto.

Informações e agendamento pelo disque sangue 0800-282-0708.



Supermercados – Grupo Pão de Açúcar

Postos de coleta foram montados pela empresa em todas as suas 100 lojas das redes Pão de Açúcar, ABC Comprebem, Sendas, Extra e Assaí, em todo o estado Rio de Janeiro para que os clientes possam cooperar com doações de alimentos não perecíveis, roupas e cobertores. A ação acontece até o dia 26 de janeiro.



Polícia Rodoviária Federal - Ver postos abaixo.

Maior necessidade é por água, leite em pó, materiais de higiene e limpeza e colchões.
Postos da PRF que receberão doações:

BR-116: KM 133 (Doações 24 horas)

BR-101: KM 269 (Doações 24 horas)

BR-040: KM 109 (Doações das 8h às 17h)

BR-116: KM 227 (Doações das 8h às 17h)


Rodoviária Novo Rio - Avenida Francisco Bicalho, 1 - Santo Cristo.

A Rodoviária Novo Rio recebe doações para a Cruz Vermelha. Os donativos são recebidos no embarque inferior, das 9 às 17 horas.



Polícia Militar - Todos os batalhões da Polícia Militar do estado serão centros de recepção de doações.
Comandantes dos batalhões recomendam que seja doada água mineral, alimentos não perecíveis e materiais de higiene pessoal.


Da Redação Revista zaP!
imprensa@revistazap.org

*Elizabeth Misciasci - Jornalista, Humanista, Escritora, Pesquisadora. Presidente do Projeto zaP!

*Embaixadora Universal da Paz no âmbito do Círculo Universal dos Embaixadores da Paz.

Cercle Universel Des Ambassadeurs De La Paix - Suisse/France

0 Comments:

Related Posts with Thumbnails
 
©Dez 2009 Rachel Por Encomende Aqui Blog Dos Layouts